14 jan

Existe espaço para compaixão nas empresas atuais?

Muitos discutem se esta visão mais humanista na Gestão de Pessoas realmente se aplica nas empresas modernas e uma pergunta recorrente nas discussões sobre o assunto é: Existe espaço para compaixão nas empresas atuais?

Normalmente a resposta a esta pergunta é um sonoro NÃO se entendermos o significado de compaixão pelo senso comum que é piedade, pena, dó. Etc..

Compaixão está relacionada com a percepção e entendimento das emoções que o outro está sentindo, porém com o forte desejo de auxiliar os que sabem menos ou que estão em uma situação de desconforto.

ainda tem espaço para compaixão?
ainda tem espaço para compaixão?

As empresas sem compaixão têm uma atmosfera de insegurança no ar e não são os melhores lugares para trabalhar.

Onde há compaixão existe confiança, excelência e sucesso, porém se ela for colocada em pratica em excesso provocará desamparo, mediocridade e fracasso. Não é muito fácil dosar a medida certa, mas existem alguns critérios:

  1. Pessoas que não têm compaixão ou que acham que ela é desnecessária não irão levar você a sério se quiser trata-las com compaixão. É necessário um trabalho prévio com elas.
  2. Leve a compaixão e auxilie aqueles que entendem, sentem falta dela, mas não conseguem evoluir ou produzir mais satisfatoriamente.
  3. Não use a compaixão em empresas que de certa maneira punem a honestidade, a transparência e as inseguranças. Por outro lado, pelo cenário que observo, estas empresas entrarão em serias dificuldades em um futuro próximo.

Talvez surja a dúvida: Na minha equipe, a quem devo tratar com compaixão?

Em minhas atividades de Coaching/Mentoring costumo lembrar que a compaixão deverá ser estendida a todos, mas dê preferência àqueles que:

  1. Travam lutas pessoais, dentro ou fora da empresa
  2. Têm conflitos de personalidade
  3. Por algum motivo vivem inseguros com suas próprias emoções
  4. Vivem em constante incerteza
  5. Que desejam realizar uma tarefa, mas se sentem sem conhecimento ou habilidade
  6. Que se sentem deslocados

E aos líderes costumo lembrar que devem ter as seguintes posturas:

  1. Liderar com compaixão não é para qualquer um. É necessário ter um bom autoconhecimento.
  2. Traga para perto de você os que, mesmo com dificuldades no trabalho, apresentem um comportamento ético significativo
  3. A segunda chance é para ser dada.
  4. Cuidado com a sua comunicação, ela deve levar bondade em seu conteúdo.
  5. Coloque-se no lugar do outro e veja também sob a visão dele.
  6. Deixe a raiva e o mal humor em algum lugar esquecido, não ande com elas
  7. Lembre-se que você já passou por isso
  8. Seja prestadio

Ter compaixão nos tempos bons é fácil, exercite-a durante as turbulências

Loading Facebook Comments ...

Leave A Reply